terça-feira, 28 de julho de 2009

A MÍDIA BANDIDA FINGE QUE NÃO VER

A MÍDIA BANDIDA FINGE QUE NÃO VER

Acabo de ler no"Blog do Onipresente", a transcrição do grampo do FHC com o Heráclito Fortes, onde armam toda a safadeza para empregar a filha do FHC, e, claro, o PIB (Partido da Imprensa Bandida) não mostra nada, ainda querem nos convencer da sua imparcialidade. Transcrevo abaixo:

Saiu o grampo em que FHC pede a Heráclito emprego para a filha DELE (FHC)


Luciano Prado em 24/julho/2009 as 17:12

- Alô, pois não… – atende a recepcionista do gabinete do senador Heráclito.

- É da assessoria do Presidente Fernando Henrique, ele gostaria de dá uma palavrinha com o Senador.

- Só um segundo, ele já vai atender.

- Pois não meu Presidente, dê as ordens – diz o senador Heráclito

- Heráclito, tudo bem? É sobre o negócio da Luciana, você já viu aquilo? – Indaga Fernando Henrique.

- Olha Fernando, não tive coragem, pelo que me falaram o caso é de cirurgia de períneo, aí só um especialista… – a conversa é interrompida pelo ex-presidente.

- Não Heráclito, é sobre o outro negócio, a colocação de Luciana no gabinete – explica o Farol.

- Ah, tá! Claro, isso já tá tudo acertado, já falei com o Agaciel e a publicação sai na próxima segunda ou no mais tardar na terça – explica o senador, complementando – olha, é aquilo mesmo tá, não vai precisar da presença dela não. Ela fica por aí mesmo em São Paulo, naquele esquema. Aqui não cabe mais ninguém. Tá uma bagunça.

- Ótimo, então, melhor assim. E o salário recebe por aqui mesmo né? – indaga o boca de caçapa já preocupado com o que seria excesso de gasto público relativo ao possível deslocamento da nova servidora do Senado.

- Isso, ela só vai ter que mandar informar a conta bancária para depósito. Mas essas coisas ela pode se entender com o meu pessoal. Eles explicam tudo para ela. Pode ficar tranqüilo que já ta tudo ok. É um prazer poder atendê-lo, meu presidente – informa o senador explicando sobre o austero trato com a coisa pública.

- Então tá Heráclito, te agradeço e te espero aqui em São Paulo para tratarmos sobre aqueles investimentos – agradece o ex-presidente que faliu o Brasil três vezes.

- Ok, conversamos aí. Um abraço… sim, o pessoal vai estar junto, né? – indaga Heráclito sobre a presença do “brilhante”.

-Claro, já está agendado. Um abraço e mais uma vez obrigado, nos falamos – encerra o Farol de Alexandria, confirmando o encontro que visa o futuro promissor do Brasil.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

TAXA DE JUROS CHEGA A 8,75%

TAXA DE JUROS CHEGA A 8,75%
O Banco Central baixou a taxa de juros que chega a 8,75%, seguindo uma tendência que vem desde o começo do ano. Não dá para não comentar os demagógicos discursos dos oposicionistas demotucanos que foram responsáveis pela taxa de juros ter chegado a 48%, quando eles acusam o governo de fazer uma política de juros altos. É muito cinismo.

O TERRORISMO DA FOLHA

O TERRORISMO DA FOLHA
O Jornal Folha de São Paulo, comete mais um noticiário terrorista. Na manchete de domingo, o jornal anuncia que nas próximas 08 semanas, o país terá 67 milhões de pessoas contaminadas pelo vírus H1N1. O jornal parece não ter limites na sua ânsia de desgastar o governo federal e apela para noticiários visando aterrorizar a população, embora já responda na justiça por outros noticiários terroristas, como a epidemia da febre amarela. O jornal ná jogu a sua credibilidade no lixo, faz tempo.

BRASIL PODE SER INTERMEDIÁRIO NO ORIENTE MÉDIO

BRASIL PODE SER INTERMEDIÁRIO NO ORIENTE MÉDIO
Foi o que afirmou hoje, o chanceler israelense Avigdor Lieberman, segundo ele o Brasil tem um potencial enorme de agir como intermediário no processo de paz no Oriente Médio, pelo seu forte vínculo com o mundo árabe e suas boas relações com Israel.É a segunda vez neste mês que o Brasil é solicitado para intermediar no conflito com o mundo Árabe. Na primeira vez, o Presidente Barack Obama pediu ao colega brasileiro Luis Inácio Lula da Silva durante uma reunião paralela ao G8, ajuda para fazer o Irã desistir do programa nuclear. O chanceler em visita ao Presidente Lula, solicitou a visita deste à Israel em 2010. Quando na história do Brasil, este foi chamado a intermediar a grave desavença entre os povos Judeus e do Oriente Médio. É a prova cabal do prestígio do Brasil do Presidente Lula.

sábado, 18 de julho de 2009

sábado, 11 de julho de 2009

Muito interessante esta matéria que tirei do site" Vermelho", mostra muito bem que tipo de solução estão querendo dar para a crise do senado:

iFHC gasta 10 vezes mais que Fundação Sarney


O blog Os amigos do presidente Lula revela em primeira mão um caso quase idêntico ao "Escândalo da Fundação José Sarney", com duas diferenças básicas: 1) o valor do patrocínio é dez vezes maior; e 2) a instituição beneficiada é o Instituto Fernando Henrique Cardoso (iFHC). Veja a denúncia.


A imprensa depois de fazer uma devassa na vida pessoal do senador Sarney, e só encontrarem a casa declarada à Receita Federal e sem constar ao TSE, partiram para o entorno: parentes e aliados. Quem dera fizessem isso sempre e sobre todos os políticos importantes.


Nesta quinta-feira (9) o Estadão traz denúncias contra a Fundação José Sarney (uma entidade privada, tanto quanto o Instituto FHC e a Fundação Roberto Marinho), por ter projeto de preservação e Recuperação dos Acervos Bibliográfico e Museológico da Fundação José Sarney, com base na lei de incentivo à cultura.


Com base nesta lei a Fundação apresentou projeto ao ministério da Cultura, foi aprovado, e a Fundação pode captar dinheiro de empresas para patrocinar o projeto. As empresas, em compensação, podem abater este valor do imposto de renda a pagar.


Quem patrocinou o projeto foi a Petrobras, e o valor foi de R$ 1.213.205,39.


O Estadão denuncia que houve desvios dentro da Fundação José Sarney com este dinheiro. Ainda não há, até o momento desta nota, resposta no blog Fatos e Dados da Petrobras.


Mas até onde entendo, a empresa não tem qualquer ingerência na execução do que se passa dentro da Fundação José Sarney. Ela apenas fez o patrocínio, e tem, em contrapartida, compensação nos impostos, e divulgação da marca. Pode-se questionar se o patrocínio é bom ou ruim, e se tratar-se-ia de favorecimento político.
Porém, outro ex-presidente está na mesma situação, e em montantes bem maiores.
Então, como alegar favorecimento à Sarney, se outro ex-presidente usa do mesmo expediente para preservar sua memória?


O Instituto FHC, apresentou seu projeto de digitalização do acervo de FHC e captou da mesma forma um valor quase 5 vezes mais elevado do que Sarney: R$ 5,7 milhões.


A captação de FHC se deu na Sabesp (estatal do governo paulista, hoje de José Serra, na época, de Geraldo Alckmin), e diversas empresas beneficiadas pelas privatizações, ligadas aos tucanos. Todas descontaram no Imposto de Renda o valor repassado ao iFHC, portanto trata-se de dinheiro público dos impostos que, em vez de serem recolhidos à receita federal, são usados no iFHC, a título de incentivo fiscal à cultura.


Esse projeto do iFHC encontra-se com as seguintes pendências de prestação de contas junto ao ministério da Cultura:
- Informar as metas a serem realizadas
- Informar as metas já realizadas
- Informar o nº de dias necessários para realização das metas.


Mesmo sem ter acabado, e sequer prestado contas, o iFHC já apresentou novo projeto, para dar continuidade à descrição, preservação e informatização do acervo documental do ex-presidente.


Como assim? O projeto anterior já não era para fazer isso?


O valor proposto pelo iFHC ao ministério da Cultura (ainda não aprovado) é quase R$ 7 milhões de reais (R$ 6.953.860,72 para ser exato), além dos R$ 5,7 milhões do projeto anterior para fazer a mesma coisa.


No total, o iFHC está propondo gastar R$ 12,7 milhões para fazer a mesma coisa que a Fundação José Sarney fez com R$ 1,2 milhão. São 10 vezes mais.


Um claro indício de superfaturamento, com prejuízos ao erário do tesouro nacional, através da perda de arrecadação de impostos federais, via incentivos fiscais.


Para complicar mais a situação, na operação Satiagraha, constatou-se movimentação financeira do iFHC no Opportunity Fund, de Daniel Dantas. O fundo é legalizado no Banco Central e não é necessariamente crime ser cotista, mas o Opportuniy foi usado para lavar dinheiro, segundo denúncia do Ministério Público Federal.

terça-feira, 7 de julho de 2009




Felizmente para a oposição, FHC não se contêm, não consegue recolher-se ao fim de carreira intelectual e política melancólicos que ele merece. E cada vez que fala, o apoio ao governo e a Lula aumentam.

Agora reaparece para reclamar que não se lhe dá os reconhecimentos que ele julga merecer. Carente de apoio popular, ele vai receber aqui os reconhecimentos que conquistou.

Em primeiro lugar, o reconhecimento das elites dominantes brasileiras por ter usado sua imagem para implementar o neoliberalismo no Brasil. Por ter afirmado que ia “virar a página do getulismo”. Por ter, do alto da sua suposta sapiência, dito a milhões de brasileiros que eles são “inimpregáveis”, que ele assim não governava para eles, que não tinham lugar no país que o tinha elegido e para quem ele governava.

O reconhecimento por ter dito que “A globalização é o novo Renascimento da humanidade”, embasbacado, deslumbrado com o neoliberalismo.

O reconhecimento por ter quebrado o país por três vezes, elevado a taxa de juros a 48%, assinado cartas de intenção com o FMI, que consolidaram a subordinação do Brasil ao capital financeiro internacional.

O reconhecimento dos EUA por ter feito o Brasil ser completado subordinado às políticas de Washington, por ter preparado o caminho para a Alca, para o grande Tratado de Livre Comércio, que queria reduzir o continente a um imenso shopping Center.

O reconhecimento a FHC por ter promovido a mais prolongada recessão que o Brasil enfrentou.

O reconhecimento a FHC por ter desmontado o Estado brasileiro, tanto quanto ele pôde. Privatizou tudo o que pôde. Entregou para os grandes capitais privados a Vale do Rio Doce e outros grandes patrimônios do povo brasileiro. Por isso ele é adorado pelas elites antinacionais, por isso montaram uma fundação para ele exercer seu narcisismo, nos jardins de São Paulo, chiquérrimo, com o dinheiro que puderam ganhar das negociatas propiciadas pelo governo FHC.

FHC será sempre reconhecido pelo povo brasileiro, que tem nele a melhor expressão do anti-Brasil, de tudo o que o povo detesta, ele serve para que se tome consciência clara do que o povo não quer, do que o Brasil não deve ser.

A GRANDE MÍDIA E A OPOSIÇÃO MENTIRAM

A GRANDE MÍDIA E A OPOSIÇÃO MENTIRAM
A CCJ do senado arquivou a PEC que tratava do terceiro mandato. A idéia do terceiro mandato foi implantado na mídia pela oposição e alimentada por esta, para que a população acreditasse que havia uma organização por parte do PT e do presidente para que isto acontecesse. Não valeram as declarações do presidente afirmando o contrário. A CCJ seguiu o parecer do deputado Jose Genoino e a grande ficou mais uma vez desmoralizada pela criação de mais um factoide.


LULA RECEBEU HOJE PRÊMIO DA UNESCO

LULA RECEBEU HOJE PRÊMIO DA UNESCO
O Presidente Lula recebeu hoje o prêmio da UNESCO por seu trabalho em favor da paz e da justiça na França. O PIB (Partido da Imprensa Bandida) fez um esforço enorme para não dar a notícia, mas o Jornal Nacional, mesmo com dificuldade, consegui divulgar, primeiro dizendo que o Lula estava na França (não disse fazendo o que), depois falando da crise no senado (colocou pergunta de sua repórter) e, finalmente, falando da premiação do Presidente pela UNESCO. Valeu o trabalho da mídia alternativa que obrigou a Globo a noticiar. A Folha on line não divulgou nada até agora.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

PROTÓGENES TINHA RAZÃO

PROTÓGENES TINHA RAZÃO
Em matéria de Leandro Fortes, a revista Carta Capital publica esta semana o que o delegado Protógenes vinha afirmando a muito tempo, foi preparado um plano do Daniel Dantas com o Mangabeira Unger de avanço sobre as riquezas do Brasil. Entre outras atividades, o plano previa a entrada de Dantas e o Citibank no bilionário mercado da mineração, este era apenas um dos 160 itens de um documento elaborado pelo Mangabeira, chamado de acordo guarda-chuva, que visava atender aos interesses comerciais do Daniel Dantas. De 2007 até hoje, o Dantas já encaminhou mais de mil pedidos de autorização de pesquisa mineral em treze estados do país. O delegado tem razão quando fala de ameaças de fontes poderosas à soberania nacional. Vale a pena ler a excelente matéria do jornalista Leandro Fortes, que vale salientar, está sendo processado pelo Gilmar Mendes, por ter feito reportagens abordando, entre outras coisas, a relação do IDP, pertencente ao GM, com órgãos públicos. O Gilmar Mendes é aquele mesmo que deu dois habeas corpus ao Daniel Dantas.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

CRISE NO SENADO

CRISE NO SENADO
Finalmente, depois de vários dias da crise no senado, pude ouvir um pronunciamento com os pés no chão e consciente da responsabilidade de cada um dos membros do senado. Falo do pronunciamento do senador Aluisio Mercadantes, onde ele lembra que todos são responsáveis pela crise que acontece no senado federal e que cada um tem a obrigação de mudar o cenário que hoje se apresenta, não fugindo às responsabilidades e nem pousando de santos com discursos acusatórios personificados. O senador foi aparteado por vários senadores e todos eles elogiaram o posicionamento conciliador, mas que exige respostas da mesa do senado para os erros cometidos na instituição.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

CRISE DO SENADO

CRISE DO SENADO
O PSDB e o DEM tentam com o afastamento do presidente do senado, colocar o senador Marconi Pirillo (PSDB) que é o vice presidente, mas, o que escondem é que se o Sarney é enrolado em denúncias, o Marconio Pirillo está respondendo processos na justiça, sob acusação de corrupção passiva e ativa, em vários processos e a grande mídia não faz a discussão que o país precisa, o mar de lama criado pela maioria dos senadores não pode ser jogado na conta de apenas um membro, isentando os demais de toda sujeira produzida por todos eles.

O PT NO SENADO

O PT NO SENADO
Não consigo entender a atuação da bancada do PT no senado federal, neste momento de graves denúncias sobre muitos dos seus membros. Está clara, a intenção da oposição de personificar a crise e como forma de indiretamente, atingir ao governo, escolheu o presidente do senado José Sarney. Lógico, que o senador sofreu denúncias que o desgastou, mas não se pode aceitar, a forma como a discussão está se dando, vemos outros denunciados, inclusive membros da oposição, subirem a tribuna e pousarem de vítimas e de santos. Ora, que moral tem um senador que, ao estourar os gastos com seus cartões no exterior, recorre a alguém que ele mesmo taxou de ladrão, para socorre-lo, enviando dez mil reais, ou autorizar um apadrinhado seu, a viajar para o exterior e ficar ganhando salários sem trabalhar, ou ainda, o senado pagar mais de setecentos mil reais com despesas de saúde da mãe de um senador. Ora, a sujeira não está apenas com o presidente do senado, o que estão querendo fazer atinge os princípios democráticos, é uma tentativa de golpe, visando atingir a estabilidade política e obter ganhos eleitorais. Por que não abrir a caixa preta do senado, através de uma CPI? personificar a crise no senado, é achar que somos idiotas. E, o PT está dando sustentação ao jogo político da oposição, ao apoiar o afastamento do presidente do senado. Será que os senadores do PT também estão com medo de uma investigação mais profunda? faz-se necessário que os petistas revejam a sua posição de apoiar os demagogos oposicionistas no seu intuíto de tirar o presidente do senado, a não ser que se abra a caixa preta do senado, mas para todos.